Tornando meu sistema seguro

Já parou pra pensar se você realmente está usando o computador de forma correta? Ou melhor, se faz o necessário para manter suas informações protegidas de possíveis ameaças? Aqui vão algumas dicas para que você possa se manter mais seguro.

1º – Utilize sempre um usuário para fazer suas tarefas.

Muitos têm o costume de logo assim que instalamos o Sistema Operacional, sendo ele Windows, Linux ou Mac, já começar a utilizar o computador e instalar programas e manipular arquivos, etc. Acontece que nesse caso, estamos navegando no Sistema como o usuário administrador ou “root”, tendo assim todos os privilégios ao nosso alcance, o que de fato é bem prático para nosso uso. Porém, esse benefício pode trazer alguns desprazeres.

Em caso de um ataque, por exemplo, o invasor terá assim total acesso ao seu SO, o que dará a ele total liberdade de agir como quiser, acontecendo também caso programas maliciosos sejam instalados. A melhor saída nesse caso, é criar um usuário e utilizar uma senha no mesmo para você fazer uso do sistema através dele. Deste modo, sempre que alguma tarefa exigir um privilégio superior (administrador), sua senha será necessária para continuar o processo.

 

2º – Tenha sempre um bom Antivírus.

Muitos dizem que o melhor antivírus é o conhecimento do usuário, mas sabemos que com a evolução rápida de programas maliciosos e “ciladas” que são disseminadas pela internet, nem só o conhecimento é suficiente para lidar com isso. Então é sim recomendável a utilização de um bom antivírus. Em breve farei um post fazendo uma análise sobre os mesmos. Por enquanto, recomendo a utilização do Panda Antivírus que além de ser gratuito, tem uma boa reputação.

No Windows, o próprio Windows Defender é uma opção razoável para manter o sistema seguro, mesmo apresentando alguns contras, seu fator atualização é bem notável.

ATENÇÃO!!! Faça um fazer para a sociedade, não use crack para ativar um Antivírus! Como o crack é um tipo de “vírus”, não preciso dizer que isso seria o cúmulo da contradição, né?! Obrigado.

 

3º – Dinamize e dificulte suas senhas

Um fator muito comum para que sejamos alvos é usar senhas comuns e óbvias para proteger nossos arquivos e contas. A complexidade de uma senha segura vai muito além de apenas quantidades de caracteres, é importante também criar uma variação entre eles, utilizando números, caracteres especiais, além de letras maiúsculas e minúsculas. Vamos à uma comparação rápida? Listarei algumas senhas criadas por mim, como exemplo, e utilizarei o site Howsecureismypassword  para fazer um pequeno teste.


Senha 1: 10121997 0.003 segundos para ser quebrada.

Senha 2: everton123 – Aproximadamente 24 horas.

Senha 3: T3ste@&35al – Cerca de 400 anos


Nesse teste rápido podemos ter noção do quão é a importância de utilizar uma senha complexa. Obviamente não podemos nos dar ao luxo de confiar que uma senha difícil o suficiente não possa ser quebrada. Então quanto melhor a senha, maior suas chances de estar protegido. E lembre-se, nunca compartilhe suas senhas!

 

Aqui finalizo mais um post rápido para te ajudar a se proteger melhor através de algumas mudanças que realmente fazem diferença. Continue acompanhando o blog para saber mais. Obrigado por sua leitura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: